1_2823429~25.jpg
1_2823329~25.jpg
1_2823229~25.jpg
1_2823129~25.jpg
1_2823029~25.jpg
1_2822929~25.jpg
1_2822829~25.jpg
1_2822729~25.jpg
1_2822629~25.jpg
1_2822529~25.jpg
1_2822429~25.jpg
1_2822329~25.jpg
1_2822229~25.jpg
1_2822129~25.jpg
1_2822029~25.jpg

Ashley fala sobre fama e em interpretar uma zombie

logoashgreene

Ashley Greene encontra a parte mais surreal da sua celebridade é quando os fãs literalmente desmaiam à frente dela.

Ashley, que ficou mundialmente conhecida com o seu papel de vampira Alice Cullen na saga ‘Crepúsculo’, falou ao HuffPostUK da sua experiência: “É muito difícil de envolver a cabeça à volta do fato de que tu tens tanto poder graças a um projeto do qual fizestes parte.

A infância da Ashley preparou a um pouco para este nível da fama.

Agora Ashley e os outros têm posto um enorme esforço para seguir em frente depois de Twilight, ela admite que pode ser difícil encontrar o projeto certo para seguir em frente.

“Eu não sinto como se estivesse deliberadamente a ser uma vampira, mas há algo a dizer sobre provar a tua versatilidade. É muito fácil para as pessoas de estúdio de te classificarem mesmo sem tentarem, e eu acho filmes independentes dá-te mais espaço para flexionar os teus músculos que atuam. E com filmes independentes – estás definitivamente a fazer isso por amor, e não por dinheiro. Para mim, o conteúdo é muito mais interessante do que o tamanho do projeto. “

Esta semana, no entanto, encontra Ashley pairando no mesmo campo, a fazer de uma jovem mulher, abandonada pelo namorado Max, traumaticamente morta, que regressa como uma zumbi para atormentar o seu ex.

“Eu não estava a procura de fazer uma zumbi”, ela admite, “porque fiz de vampira durante tantos anos da minha vida. Mas isso atraiu me particularmente como uma única vez num filme clássico de zumbi. Eu ri me do guião, ele afetou me, uma vez que isso aconteceu, eu decidi avançar. “

Ashley ri-se de quando lhe pediram para defender a sua personagem, que estava a criar uma confusão para o namorado cansado, mesmo antes de regressar dos mortos.

“Tudo o que acontece é o resultado de sua incapacidade de enfrentar os problemas entre eles”, ela tenta. “Ela é definitivamente extrema e controlador, Max também não é nenhum anjo. “

‘Burying The Ex’, do diretor Joe Dante (‘Gremlins’, ‘Small Soldiers’, ‘Innerspace’) está disponível para download e no videoclube no Reino Unido e EUA no dia 19 de Junho de 2015.

“Eu cresci em estradas de terra, nós fomos autorizados a apenas uma hora de TV por dia, e ver as pessoas tão fanáticas sobre algo foi simplesmente extraordinário para mim. É um pouco assustador, tu preocupas te com as pessoas e com a saúde delas, se elas estão a ser pisadas. É tudo um pouco preocupante. “

“É a vez de outra pessoa volta a fazer de Alice em Twilight”

logoashgreene

Ashley Greene não consegue livrar-se da sua famosa personagem, Alice, mesmo anos após a saga “Twilight” ter chegado ao fim. Com a ressurreição dos filmes por meio do “The Storytellers” concurso que vai trazer novas curtas metragens do universo “Twilight” para o mundo, Alice foi mais uma vez posta no centro do palco. Três das seis curtas-metragens concentrar-se na personagem de Greene, embora ela não volte a retomar o seu papel.

Em entrevista à MTV News à frente do lançamento do seu novo filme, “Burying the Ex,” Greene disse que o seu papel seria o de um membro do público feliz.

“Eu provavelmente vou vê-los, porque eu acho que, hmm, é a vez de outra pessoa”, disse ela. “Eu fiz isso durante muito tempo e sabes quando as coisas acabam tão bem, não queres voltar a mexer nelas? Eu sinto que é essa a posição em que estou agora. Estou muito feliz com a personagem da Alice e a resposta do povo para ela é assim que eu acho que estou a deixá-la ser. “

Quanto ao porquê de os fãs se preocupam com Alice o suficiente para querer trazê-la de volta, Greene disse que é aquele melhor amigo clássico.

“Ela tem muita coragem e atrevimento e é esse tipo de mistura de novos e antigos e tem quase uma sensação de um pouco de Audrey Hepburn – e as pessoas estão sempre a fascinar com Audrey Hepburn, eu sei que eu sou”, disse Greene.

Não só isso, mas ainda há muito mistério para a personagem, apesar de ela ter estado no plantel Cullen durante quatro filmes. De onde é que os seus poderes vêm, por exemplo?

“Eu acho que há muito para explorar com a Alice”, disse Greene. “Nós nunca realmente exploramos a sua história e a relação entre Jasper e ela e como ela se tornou este tipo de clarividente e quem ela é. Percebi. Eu estava muito, muito atraída pela Alice também. Eu li os livros e fiquei tão obcecada com eles, porque quis saber mais sobre essa personagem “.

“Burying the Ex”  chegou aos cinemas no dia 19 de Junho.

Q&A de Ashley no Facebook da EW

logoashgreene

Como sabem no passado dia 14 de Julho, a nossa querida Ashley esteve a responder a perguntas feitas pelos fãs no Facebook da Ew, confere em baixo o que ela respondeu:

Peggy Simuyuni Para ti, quão diferente é a sensação de trabalhar num filme indie em comparação com um filme de grande orçamento?

Wish I Was Here Olá Peggy – trabalhar em WIWH é diferente de trabalhar num filme de estúdio e na maioria dos indies, porque foi financiado pelos fãs (obrigada, malta!) no Kickstarter, o que deu a Zach a total liberdade criativa. Isso realmente deu o tom. Toda a gente estava realmente entusiasmada por estar lá e fazer o melhor filme para vocês. Tirando isso, a maioria dos filmes indies tem muito uma sensação mais intima.

Malena Srur Ashley; gostarias de fazer um filme de época, “old hollywood” e algo do género? Gostarias de voltar à tv, como em HBO?

Wish I Was Here ADORARIA fazer um filme de época! Acho que há algo muito romântico neles. Também é bom ser capaz de entreter, bem como educar as pessoas sobre aquele tempo. Ter a oportunidade de trabalhar na televisão e no filme seria o sonho. A televisão mudou realmente de uma forma tão positiva.

Larissa Martins Do que é que mais gostas neste filme?

Wish I Was Here Adorei que Zach foi capaz de tocar em muitos assuntos sérios e comoventes, mas ainda escapar num alívio cómico nos momentos certos… no verdadeiro estilo Zach Braff.

Ami Maurer Thomas Como é ter outros papéis estando à altura de interpretar Alice na série Twilight?
Wish I Was Here Cada papel é diferente e especial de uma forma única. Isso é parte do que adoro no meu trabalho. Claro que Alice ocupará sempre um lugar especial no meu coração.

Beth Bird O que é que procuras enquanto escolhes um papel para interpretar?
Wish I Was Here Há muitas variáveis diferentes para a escolha de um papel. Não apenas o meu personagem precisar de me afectar e mexer comigo, como o resto do guião também precisa. Estou sempre à procura de território novo e desconhecido nos meus personagens. Quero usar novos músculos de interpretação com cada papel que assumo.

Alessandra Florenzi Quem é o teu realizador favorito?
Wish I Was Here Zach Braff

Azra-Melis Ok Como é que foi estar na máscara?
Wish I Was Here Estar na minha máscara felpuda foi tipo incrível Definitivamente, nunca tive nada comparável. A máscara realmente funcionou a meu favor, porque os pés eram desajeitados! Fez-me andar de uma forma muito estranho e acrescentou à cena!

Beth Bird Fazes sempre por ajudar as mulheres a serem mais fortes e terem auto-estima, OBRIGADA! É esta a razão pela qual escolheste a Oakley? Que mensagem achas que divulgam?
Wish I Was Here É fantástico ouvir que tenho um impacto positivo! Soou muito sortuda por estar rodeada de mulheres fortes e autoconfiantes e quero fazer o que puder para ter o mesmo tipo de sistema de apoio para as outras! A parceria com a Oakley nesta jornada tem sido incrível!

Ashley Greene Central | Fan page Como é que te sentiste a interpretar alguém do Cosplay? Achas que poderias fazê-lo na vida real? E, se sim, que personagem adorarias interpretar?
Wish I Was Here Interpretar um personagem que participa no Cosplay foi realmente divertido e muito diferente de tudo o que já fiz! Foi entusiasmante começar a experimentar a liberdade criativa que Janine sentiu durante o Comicon. Se eu tivesse talento para criar máscaras da forma como Janine e Noah fazem, ficaria muito mais inclinada para testá-lo!

Wish I Was Here Obrigada malta pelas vossas perguntas únicas e divertidas! Espero que gostem tanto do filme como eu!

Ashley fala sobre Oakley New York Mini 10K e os segredos no set de Twilight

logoashgreene

Desde competir em artes marciais a interpretar a sugadora de sangue (e lutadora) Alice Cullen na série Twilight, Ashley Greene manteve-se sempre em forma. E, algures entre as gravações do filme altamente antecipado Wish I Was Here, ela treinou para o Oakley New York Mini 10K. Conversámos com a estrela sobre os seus exercícios físicos favoritos, a parte mais difícil do treino para uma corrida e qual das suas co-estrelas de Twilight ganhar-lhe-iam numa competição de agachamentos.

 Shape: Foste sempre activa?
Ashley Greene (AG): O meu irmão e eu estivemos um ano e meio separados e super próximos, que foi por isso que eu era tão maria-rapaz e atlética – queria ser como ele! Crescemos numa estrada de terra [em Jacksonville, FL], por isso estávamos sempre fora a subir árvores e a correr por lá. Quando ele entrou nas artes marciais, eu também entrei e realmente adorei. Também fiz competição de cheerleaders e dança, natação em grupo, mergulho em grupo e joguei voleibol durante um ano. Surfei e joguei jogos aquáticos. Testei tudo. Ser activo estava entranhado no meu ADN pela minha família. Tínhamos uma hora de TV por dia e, no resto do tempo, tínhamos de ir para fora e entreter-mo-nos.

Shape: Como é que conseguiste estar tão em boa forma para interpretar Alice Cullen?
AG: Para mim, é sempre variedade. Aborreço-me facilmente a fazer as mesmas coisas repetidamente. Fizemos treinos de circuito no ginásio, enquanto filmávamos Twilight. Formámos competições amigáveis entre as raparigas — quem faria mais agachamentos ou quem correria a distância mais rapidamente. Pôs-nos em óptima forma e muito bem mentalmente.

Shape: Quem venceria?
AG: Acabámos por ter vencedores diferentes nas áreas diferentes. Acho que eu corria uma distância mais rapidamente, mas Nikki Reed fazia mais agachamentos.

Shape: Quais são os três alimentos que tens sempre na tua cozinha?

AG: Tenho sempre frango fresco — Diria peixe, mas é difícil de cozinhar! — alguns tipos de nozes, como amêndoas ou caju; e uma variedade de vegetais. Enches o teu prato com legumes como espargos ou inhame.

Shape: Tens algum “guilty pleasure” que não consegues viver sem ele?
AG: Quando quero algo doce, adoro Zico Chocolate Coconut Water — é um substituto fantástico para saciar a tua sede e doce sem ser realmente mau para ti. Também tenho sempre chocolate negro. Contudo, os meus vícios são geralmente os salgados — Sou mais uma pessoa de salgados que de doces. Tenho sempre pickles no meu frigorífico, que não são a melhor coisa antes de um photoshoot, por causa do sódio. E os Cheez-Its estão muito raramente na minha casa, porque sei que vou comer a caixa inteira!

Shape: Como rapariga da Florida, quais são os teus segredos de beleza para o Verão?
AG: Absolutamente, protector solar. Tenho sempre uma garrafa no carro — nem sequer percebes quanto sol apanhas de conduzir por aí. E, claro, água, água, água — faz realmente coisas maravilhosas ao teu corpo e à tua pele.

Shape: Neste fim-de-semana, estarás a correr a Oakley New York Mini 10K no Central Park. Qual foi a parte mais difícil do treino?
AG: Não sou realmente uma corredora, por isso fui correndo ao ar livre numa pista e numa calçada, fazendo exercícios físicos para fortalecer os meus quadris, glúteos, equilíbrio e o resto no global. Acho que aprender como reprogramar o meu corpo tem sido difícil. Os meus joelhos começam sempre a doer-me quando começo a correr, por isso tive que aprender a começar a usar mais os meus glúteos. Nunca corri 10K, por isso vamos ver como corre! Para mim, é mais sobre a experiência e a camaradagem com mulheres.

 

Fonte: TwilightPortugal

Ashley é a nova cara da Oakley Women

logoashgreene

A julgar pelas fotos dos paparazzis , Ashley Greene parece incorporar o estilo de vida de LA melhor do que ninguém. Ela parece sempre a estar a ir e a vir de um treino, hidratação adequada e a receber a sua dose diária de vitamina D. E parece que não somos os únicos a notar isso – Oakley escolheu a atriz de Wish I Was Here para ser a nova cara da nova campanha publicitária de 2014, e nós temos em primeira mão a sessão fotográfica. Nas fotos, Greene é vista a fazer uma das suas coisas preferidas: A entrar num treino e em boa forma. Ela dá nos alguma inspiração sobre o cabelo de treino na primeira foto, ao mesmo tempo demonstrando algumas tábuas épicas no segundo. Não nos lembramos de estar chique durante um treino, mas talvez estamos a perder os óculos de sol certos.

“Fitness é uma grande prioridade na minha vida, porque eu acredito em todos os benefícios para a saúde tanto física como mentalmente. Faz-me sentir forte do lado de fora e dentro, “diz Greene, num comunicado. “Estou orgulhosa em fazer parte desta campanha, porque permite me que a plataforma para incentivar e inspirar os outros a viver, um estilo de vida saudável e equilibrada.”

Ela acrescenta que as pessoas “Oakley’s DNA é sobre para além dos limites da possibilidade e abraçar desafios, que é algo que pode se relacionar tanto com a minha vida profissional como de treinos. Eu tento fazer algo ativo todos os dias, se é um treino, uma caminhada, ou uma longa caminhada com os meus cães. “

 

 

 

 

 

Joe Jonas fala sobre Ashley em entrevista

logoashgreene

Numa a Vulture, Joe Jonas falou sobre o seu namoro com Ashley Greene, confere em baixo o que ele disse:

Sobre os seus relacionamentos: “Quando eu tinha 20 anos, eu comecei a namorar a Ashley Greene, e ela foi o meu primeiro relacionamento sério. Nós ficamos juntos quase um ano. Eu estava a viver em LA sozinho, e no fim do dia, a distância não funcionava. É incrivelmente difícil. Eu fiz uma capa para a Details a esclarecer o relacionamento e no dia seguinte estava em todas as revistas, nós anunciamos o fim do nosso namoro. Foi simplesmente coincidência, mas é engraçado como isso está acontecer, certo? Depois da Ashley, eu tirei dois ou três anos para ficar solteiro. Eu saia e divertia-me. Agora eu estou com alguém com quem eu realmente me importo. Nós entendemos nos.”